Super Mãe Ativar - Jornalismo e Entretenimento para a Maternidade -

Dra Ana Escobar fala sobre doenças de inverno e homeopatia

Por Juliana Fonseca Em 27.06.2016 Categoria: Saúde e bem estar

Dra Ana01

Tudo mundo sabe que no inverno várias doenças chatinhas costumam aparecer com mais frequência, ainda mais para quem tem crianças em casa. São problemas respiratórios, alergias de pele, tosse, falta de ar, nariz entupido, ouvido congestionado… A lista é enorme! Para debater sobre as causas e possíveis tratamentos dessas doenças bem típicas do frio, a pediatra e consultora do programa Bem Estar, Dra Ana Escobar, reuniu mães, pais e profissionais de saúde no auditório da Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo, no último sábado (25.06).

Mediado pela jornalista Patrícia Carvalho, editora chefe do Bem Estar, o encontro foi realizado todo em cima de perguntas das pessoas que estavam na plateia. Com isso, vamos apresentar os assuntos em tópicos, já com as considerações da Dra Ana:

COCEIRA NA PELE: No inverno, os poros se fecham para não perder calor. O resultado é que suamos menos e nossa pele fica desidratada, favorecendo as coceiras. Os banhos também costumam ser mais quentes, provocando a perda da camada de gordura natural da pele. Sem essa proteção, ficamos mais expostos às alergias, principalmente porque usamos roupas mais pesadas, causando prurido. A DICA da Dra Ana é não exagerar na temperatura da água e na duração do banho. Usar sabonete líquido neutro e hidratar a pele logo ao sair do chuveiro também ajuda.

TOSSE E DOENÇAS RESPIRATÓRIAS: No frio, os nossos cílios traqueais (sim, temos cílios na região da garganta e eles têm a função de filtrar o ar que respiramos) se movem mais lentamente. Diante disso, e com a ajuda do tempo mais seco, o pó que inalamos gruda na mucosa e ela começa a produzir mais secreção do que o normal. Assim, começam as tosses. Com a nossa defesa ruim (lembra da preguiça dos cílios?) e com o aumento das secreções, também surgem as doenças respiratórias. A dica da Dra Ana aqui é abrir mais as janelas de casa para diminuir a quantidade de vírus no ar e investigar caso a tosse permaneça por um período muito longo. Muitas vezes, a causa é alérgica e aí é preciso descobrir o motivo da alergia. Outra dica que animou a plateia foi o consumo de mel e chocolate: as substâncias doces hidratam a mucosa e a tendência é que a tosse diminua.

USO DE DESCONGESTIONANTE NASAL: Altamente contra indicado para crianças menores de 1 ano de idade. Para menores de 2 anos, o uso é bem restrito e específico (sempre sob orientação do médico que acompanha a criança). Segundo a Dra Ana, esses remédios muitas vezes contém substâncias que aumentam a frequência cardíaca e podem levar a criança a ter mais dificuldade de respirar.

NATAÇÃO: segundo a Dra Ana, esse esporte é fantástico para ajudar na prevenção de doenças respiratórias. Nadar mexe tudo e não provoca impacto. Além disso, a criança aprende a repirar fundo, de forma sincronizada e isso aumenta a capacidade da caixa torácica. Para bebês, a pediatra afirma que o esporte é mais lúdico e benéfico para promover mais o contato mãe ou pai e filho. Para aprender a nadar mesmo e conseguir os benefícios da respiração só a partir dos 2 anos de idade. Dra Ana disse ainda que a natação pode ser praticada no inverno, desde que a criança não tenha sensação de frio: “saiu da piscina, entra no chuveiro quente, se aquece bem e vai para casa”. O frio pode diminuir mais ainda o batimento ciliar e isso não é bom.

OTITE REPETIDA: Nesse caso, a causa da produção elevada de secreção no ouvido da criança precisa ser investigada. Para a Dra Ana, não adianta tratar algo crônico como agudo. Muitas vezes, o caso é alérgico ou até mesmo uma adenoide que precisa ser retirada.

HOMEOPATIA: Para a Dra Ana Escobar, a medicina tem vários modos de entender as doenças e a homeopatia e a alopatia podem atuar muito bem juntas. Diferente da medicina tradicional, que tende a atuar no combate a um problema específico, a homeopatia procura reequilibrar o paciente e pode ajudar muito nas doenças de inverno e nos problemas alérgicos. O remédio homeopático geralmente demora mais tempo para agir em algumas situações e é bem usado como prevenção. “Tem que ter bom senso, aprender a pensar e tentar uma intersecção saudável entre a homeopatia e a alopatia. Cada ser humano é único e as doenças também são diferentes. O tratamento precisa ser individualizado e acompanhado por aquele médico que conhece seu filho por dentro. Se a causa do problema é alérgica, por exemplo, a homeopatia é uma excelente opção. Só não vale ficar trocando receitinha. O que funciona para uma pessoa pode não funcionar para outra”, afirma a Dra Ana.

Dra Ana02Método natural para aumentar a imunidade das crianças, segundo a Dra ANA ESCOBAR:

  1. DORMIR BEM
  2. ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA
  3. ATIVIDADE FÍSICA

 

 

NOTA DO BLOG: Participamos mais uma vez dos encontros promovidos pela Dra Ana, a convite da assessoria da pediatra. Quer mandar sua sugestão também? É só enviar e-mail para contato@supermaeativar.com.br

Poderá também gostar de:

  1. Gisele Magri disse: em 28.06.2016

    Eu amava o inverno mas depois que tive as meninas fico aflita com o frio! As duas tem bronquite asmatica e sofrem demais no inverno! Adorei o post! Bjs

    • Juliana Fonseca disse: em 29.06.2016

      Oi, Gi!!! Amei lhe ver por aqui!! O frio é complicado mesmo para quem tem crianças, ne? Beijinhos!! Fico feliz que gostou!

Deixe um comentário